O ambiente de trabalho por si só já é um gerador de estresse. A preocupação com as atividades e os resultados, a comunicação e convivência com os colegas, os prazos de entrega e produção, são alguns dos exemplos de atividades que podem ocasionar uma série de problemas físicos e emocionais aos trabalhadores. Outro aspecto muito importante a ser ressaltado é a postura física adotada durante a jornada de trabalho. Alguns trabalhadores passam horas sentados em frente a um computador, outros em pé diante de uma máquina e, assim por diante. A rotina e a falta de mudança de posição são grandes responsáveis pelas chamadas L.E.R. (Lesões por Esforços Repetitivos) ou D.O.R.T. (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho).

A grande questão é: O que fazer para evitar a fadiga, o estresse e lesões no ambiente de trabalho?